03/10/2013

O sonho perdido da Anne

"As pessoas comuns não sabem o quanto os livros significam para alguém escondido"


Já se imaginou escondido numa casa, não podendo abrir a janela para aproveitar o sol da primavera, com hora marcada para ir ao banheiro, comendo batatas (fritas, assadas, cozidas) e descobrindo a vida sozinho e através dos bastidores? Nossa, que triste ler o diário da Anne... mesmo com sua alegria contagiante quando se descobre mais adulta. Ela e sua família ainda teve regalias, se comparados a outros judeus, que logo foram descobertos, deportados, humilhados, massacrados. Se os livros fazem bem a nós, que na correria do dia a dia tentamos encaixá-los na nossa rotina, imagina a quem tem praticamente o dia todo pela frente a inventar atividades para passar o tempo? 

Nós, geração atual, temos que agradecer, reconhecer e valorizar o esforço e trabalho de uma sociedade que deu a cara a tapa para conquistar as regalias que temos hoje, o direito de ir e vir, principalmente.  Atualmente há muito mais incentivo e facilidade para os estudos e para a leitura, não vivemos mais em uma ditadura, embora não gozamos plenamente da democracia, pois as injustiças existem para nos provar isso. 

Eu incentivo os jovens do meu convívio aos estudos, e também a ler! Precisamos de seres pensantes e atuantes, e não mero reprodutores. A educação é sim o pilar que tem o poder de transformar a juventude! 
Façam isso pela Anne!
                                                                                                                                                                                                   

Compartilhe!
  • Share to Facebook
  • Share to Twitter
  • Share to Google+
  • Share to Blogger
  • Share to Email
  • Share to Yahoo Messenger
  • More...

46 comentários

  1. Ainda não li esse livro, e me sinto mal com isso, além de ser um clássico é um livro extremamente lindo e profundo.
    Adorei sua dica e abordagem. Assim que possível vou ler sim.
    Beijos
    Viviane

    http://vivianeblood.blogspot.com.br/2013/10/resenha-viver-nao-doi-leila-ferreira.html#comment-form

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Vivi, eu me sentia 'atrasada' por não ter lido esse livro. Quando conversava com as pessoas sobre ela e elas diziam: "Nossa, li esse quando era adolescente" aí eu via todo meu atraso... rsrsrs e como estava numa onde de leituras sobre o assunto resolvi lê-lo logo..
      ;)

      Excluir
  2. Olá Paloma,

    Conheço a história do Diário de Anne Frank. Muito triste.
    A educação é a única via capaz de transformar o ser humano e o mundo. Com educação, cultura e informação os jovens alargam seus horizontes, aumentam seus sonhos e lutam pelos seus direitos e ideais.
    Belo estímulo você dá através desta sua abordagem. Parabéns!

    Ótimo final de semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que não há o incentivo e investimento necessário para tal. né Verinha... Oh Brasil que não avança sô !!

      Excluir
  3. Ai nem me fale neste livro, eu já comprei para dar de presente e para mim mesma..nada..rs
    Preciso comprar, tenho imensa vontade de ler.
    O holocausto me desperta muita curiosidade em tudo.


    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Lê... não resisti e peguei emprestado numa biblioteca, precisava urgentemente ler esse livro, justamente por estar numa onde de leituras sobre o assunto.

      Excluir
  4. Olá!Bom dia
    Pah
    muito bela a sua atitude de incentivar os jovens, do seu convívio ,aos estudos, e também a ler! Gostei de sua abordagem, tão bem encerrada, com " A educação é sim o pilar que tem o poder de transformar a juventude! "...aprender a ler e escrever se faz assim como uma oportunidade
    para que percebamos a palavra... à um comportamento humano que envolve
    ação e reflexão... podemos projetar a
    nossa visão de mundo, a cultura, sentimentos e vivências.Podemos analisar o próprio conhecimento , das coisas e do mundo, e fazê-lo chegar até os outras culturas e outros tempos...e assim fez Anne,que teve a ideia de escrever um diário que pudesse realmente ser publicado após e à documentar os eventos ligados à guerra.E este material teve, futuramente, um grande significado, já que a experiência pôde ser compartilhada sem que autor e leitor necessariamente participassem do mesmo contexto..
    Bela dica e partilha!
    Agradeço pelo seu carinho de sempre
    Belo final de semana
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é Felis(z) ?? Imagine as coisas que passavam na cabeça de Anne... A principio ela escrevia somente para ela, como uma forma de matar o tempo. Mas logo ouviu no rádio o incentivo a escrever, documentar os dias, a fim de que os escritos fossem divulgados posteriormente. Ainda bem que hoje temos acesso a isso, mesmo que seja triste saber, mas é um documento importante..

      Excluir
  5. Paloma, minha filha achou uma biblioteca mto próximo da nossa casa e passamos alguns sábados lá. Tem dois livros que era para eu ter lido faz tempo, O diário de Anne Frank e Feliz ano velho de Marcelo R. Paiva, o ultimo já li. Lerei agora o Diário. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eder, nossa muito bom morar próximo a uma biblioteca. Leia sim, é um livro fácil de ler, apesar de tudo.

      Excluir
  6. Ler é fundamental.
    Bom fim de semana

    ResponderExcluir
  7. Oi, Paloma
    Já li esse livro e virei super fã, fiquei emocionada e apaixonada! Bjs , fica com Deus e tenha uma bela semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Patricia, em meio a tantos sentimentos negativos que esse livro desperta, dá pra ficar apaixonada sim, principalmente quando Anne começa a se descobrir..

      Excluir
  8. Olá minha xaráa querida, tudo bem? Eu comecei a ler o livro da Anne,mas não terminei. Estava no ensino médio e tive que para para estudar para uma enxurrada de provas e nunca mais peguei ele. Dizem ser uma história emocionante e quero muito terminar de ler. Realmente as pessoas de hoje em dia reclamam muito da vida, principalmente os jovens. Temos que agradecer muito pelas regalias que temos mesmo...concordo com você quanto a nossa democracia disfarçada, mas é algo a conquistar também futuramente!
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim xarázinha... você terminará super rápido, apesar de tudo. Você vai rir e se emocionar.
      Beeijo

      Excluir
  9. Sem dúvida a educação é o pilar que transforma a juventude, Pah! Seu texto ficou maravilhoso... ainda vou ter esse livro em minha estante. ;) beijinhos e linda semana.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia flor!!!
    Que linda sua atitude de incentivo à leitura.
    Ainda não li o Diário de Anne, porém sei bem o quanto muitos sofreram na época do nazismo.
    Parabéns e continue com suas ótimas leituras...
    Feliz e Abençoada Semana!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beatriz, muito obrigada! Não precisa ler o livro para saber do que ele se trata, não é mesmo? Poxa vida, foi uma época tão triste.. não tem como não se emocionar e chorar mesmo, de apertar o coração.

      Excluir
  11. Incentive sempre! Todo mundo deveria desfrutar um pouco desse mundo maravilhoso.
    Tenho muita vontade de ler O Diário, mas até agora não tive oportunidade, o que é uma pena. :(

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo Luarinha, e como você bem sabe, o habito da leitura deveria ser incentivado em casa, e na escola sempre, de uma forma agradável e nunca imposta.

      Excluir
  12. OI PALOMA!
    O DIÁRIO DA ANNE EMOCIONA A QUEM O LER E VAI ATRAVESSAR GERAÇÕES ASSIM, EMOCIONANDO SEMPRE.
    BOA DICA DE LEITURA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo Zi, apesar de triste, é um documento né. As gerações precisam saber da nossa história.

      Excluir
  13. Oieee =)
    ainda não li esse livro, mas quero muito fazer isso, com certeza estarei toda chorona com cada página virada! Tua opinião ficou bem claro e gostei da forma que expressou.
    Beliscões carinhosos da Máh-
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fora o nó na garganta e o coração apertado Mah... é triste viu!

      Excluir
  14. Esse livro é fantástico sem duvida, não sei como certas pessoas nã gostam de ler, nem sei como seria minha vida sem livros.

    ResponderExcluir
  15. Você só escreveu verdades! De fato, nossa juventude (e estou me incluindo nesse grupo, rs) precisa de mais estudos, mais livros, mais prazer pelo conhecimento. E isso, por incrivel que pareça, se constrói dentro de casa, com amigos e familiares... Raramente alguém aprende a gostar de ler ou estudar na escola, esse é um incentivo e exemplo que tem que ser dado pelos pais.

    Quanto ao livro, ainda não tive oportunidade de lê-lo... tanto porque ainda não o achei em minhas idas a livraria... Mas pretendo lê-lo em breve :) Tenho um grande interesse pela época que remonta o diário, apesar das barbaridades que ocorriam...

    Beijos, flor!
    E obrigada por responder o formulário lá no blog :D Agradeço muitíssimo.
    www.vicioempaginas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Nai, tudo verdade o que você escreveu, pode até ser que alguém se habitue a ler apenas com o incentivo da escola, mas os pais são fundamentais nesse processo. Eu peguei emprestado na biblioteca, não podia mais adiar essa leitura.
      Beijos flooor

      Excluir
  16. Nossa, que lindas palavras. Gostei da sua postagem. Uma vez tentei comprar o livro, mas estava em falta e acabei não indo outra vez pedir.
    Beijocas
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Marli. Eu emprestei na biblioteca, precisava muito ler esse livro.

      Excluir
  17. Sim, incentive sempre!!
    Coisas boas sempre voltam pra você!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oii, primeira vez por aqui, ainda não li esse diário, mas parece ser muito bom.
    Se possível faz uma visita lá no blog www.viagem-imaginaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bru, obrigada por sua visita...
      Estou sempre lá, marcando presença no Viagem Imaginária.
      Bjos!

      Excluir
  19. Olá adorei conhecer seu blog,é lindo parabéns beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nelma pelo carinho, volte sempre viu... Beijinhos.

      Excluir
  20. Oi Paloma, tudo bem?

    Sem dúvida nenhuma esse livro deve ser bem denso. Tenho aqui em casa, mas ainda não me senti preparada para lê-lo, sabe? Adoro livros que abordam essa questão do nazismo, segunda guerra, mas tenho certeza de que vou ficar com lágrimas nos olhos durante O Diário de Anne Frank ;)

    beijos, já estou te seguindo por aqui
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kel... eu também gosto, e justamente por estar numa onde de leituras nazistas que li o diário da Anne. Sem dúvidas, lágrimas é pouco. Mas também dá pra sentir um pouquinho de alegria, com as descobertas da Anne, principalmente sobre si mesma.
      Beijos e volte sempre viu.. ;)

      Excluir
  21. Eu nunca li ainda, mas já ouvi falar e muito.
    Ler é algo que todos deveriam desfrutar

    Estou sorteando DEZ livros em ritmo de Halloween, você poderá levar todos para casa.
    Participe!
    M&N | Desbrava(dores) de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, e olha que hoje o governo distribui ótimos livros para alunos da rede pública. A qual muitos não dão o devido valor, infelizmente. Ah se fosse na nossa época...

      Excluir
  22. Eu não conheço a estória da Anne, ainda, mas pela frase dela já acho que ela é uma das sábias. A gente e essa mania de não dar valor ao que realmente importa, complicado. Adoro os seus textos sempre muito bem escrito e direto sem ser floriado. =D

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  23. Olá Paloma,

    Concordo com você, a educação é o pilar de tudo e ler é uma delas....lindo esse post...temos que ser pensantes sim....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Não conheço a história de Anne, mas tenho muita vontade de ler o livro dela *-*

    Bjs
    de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Oi!

    Acho a história da Anne muito triste, porém um exemplo incrível. Todos deveriam ler o livro para ver o mundo com outros olhos.


    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Oi, obrigada por sua visita, sempre bem vinda.
Deixe o link do seu blog para que eu possa retribuir o carinho. ;)

 
© 2011-2014 Livros Estrelas
Desenhado por Gledson Nascimento.
Licenciada sob uma licença Creative Commons License Brasil.
Posts RSSComments RSS
Back to top